Slide # 1

TJGO - Tribunal de Justiça do Estado de Goiás

Slide # 2

Slide # 3

Slide # 4

UMA HOMENAGEM A RIO VERDE

quarta-feira, 24 de maio de 2017



Turma "A"

1 Art. 832 - impenhoráveis ou inalienáveis.
2 - A
3 - D
4 - C 
5 - A
6 - D
7 - D   
8 - B

Turma "B"
1 - C
2 - B
3 - C 
4 - D  
5 - D
6 - A 
7 - C 
8 - Art. 842 - O cônjuge do executado, salvo se casado em regime de separação absoluta de bens.







terça-feira, 23 de maio de 2017




1 - b

2 - a

3 - d

4 - e
 
5 - a 

6 - c 

7 - a

8 - e

9 - b


sábado, 12 de novembro de 2016


Resultado de imagem para dicas para ler mais

A facilidade de ter um smartphone sempre em mãos as vezes deixa a pessoa muitas vezes sem outro tipo de lazer, pois com o aparelho é possível fazer quase tudo: você pode usar as redes sociais, saber das notícias, jogar algum jogo divertido e até mesmo ver filmes. Por causa disso, muitas vezes os livros vão ficando um pouco de lado, então separamos 8 dicas para você ter mais livros e deixar o smartphone de lado.
É claro que existem aplicativos que você pode ler livros, mas não tem nada melhor que pegar em um livro, ler e passar página por página. O hábito da leitura é muito bom, ler deixa você mais experiente, com isso você vai conseguir escrever melhor e a leitura lhe proporciona muitos benefícios. Pode ter certeza que você vai encontrar um estilo de livro de que gosta e vai desenvolver a leitura. Mas vamos falar agora do que interessa, como ler mais livros e deixar o smartphone de lado.
1 – Leia um livro por vez
Escolher vários livros para começar a ler não é legal, isso vai tirar o seu foco e você vai acabar perdendo o interesse pelos livros, mesmo sendo livros interessantes. Por isso escolha um livro e assim que acabar o livro veja outro para ler, você pode até comprar mais de um livro por vez, mas selecione um para começar a ler primeiro.
2 – Escolha um lugar adequado para começar a ler
É preciso estar desconectado de tudo para concentrar a leitura, não fique em um lugar onde tem pessoas conversando, assistindo TV ou fazendo qualquer outra coisa que possa tirar a sua atenção. Se você preferir ler um livro na internet é necessário tomar ainda mais cuidado, feche todas as abas da internet para nada chamar sua atenção.
3 – Visite uma livraria
Muitas pessoas compram livros de forma virtual, mas isso não impede que você visite uma livraria e passeie por ela. Você pode conhecer bons livros andando pela livraria ou lendo alguns títulos e resumos. Julgar o livro pela capa não é uma boa ideia, mas pode funcionar, você pode avistar uma capa interessante e pegar o livro para saber o que tem nele.
4 – Não esqueça os clássicos
Provavelmente você já leu algum livro bem clássico, aquele que todo mundo já ouviu falar e precisou ler na época da escola. Talvez você se lembre um pouco da história, mas é sempre legal reencontrar histórias antigas, pode ter certeza que vai encontrar detalhes que não tinha percebido na primeira leitura ou tinha esquecido.
5 – Leia livros de filmes
Atualmente existem diversos livros que viraram filmes, mas os filmes fazem um grande resumo do livro e conhecer a história mais a fundo é bem interessante. Por isso se você viu um filme que curtiu muito, não deixe de ler o livro, você já sabe que vai gostar da história, então a leitura será prazerosa.
6 – Convide os amigos para ler
Fazer um clube do livro com os amigos é uma ideia legal, você vai ficar mais motivado para ler um livro e pode ter certeza que a discussão será empolgante. A leitura muitas vezes deixa a pessoa muito sozinha, você pode ler vários livros, conhecer histórias e viajar em seu mundo. Fazendo algo diferente como um clube do livro com os amigos será uma ideia divertida e empolgante.
7 – Ouça o livro também
Muitos livros também são falados, muitas pessoas deixam de ler porque tem preguiça, mas se você começar o hábito da leitura ouvindo um livro vai ficar mais empolgado para começar a ler depois. Essa é uma forma de conhecer novas histórias.
8 – Diversifique os gêneros
É claro que todo mundo gosta de um estilo de história, você pode gostar mais de aventura e suspense, mas será que tentou ler um livro de terror ou romance? Você pode se surpreender com o que vai encontrar por ai e pode descobrir e se apaixonar por um novo gênero.

Fonte: Canal do Ensino

quarta-feira, 5 de outubro de 2016


Resultado de imagem para interpretação de texto

 
Através da leitura é que se chega ao conhecimento. Por isso, é preciso aprender a ler e deixar de lado aquela história de passar os olhos sobre o texto.
Apesar da quantidade de analfabetos no país ter diminuído, a quantidade de pessoas que não leem e não conseguem entender o que está escrito chega a números alarmantes. Essas pessoas que tecnicamente são alfabetizadas, que conhecem e decifram o código, mas que não compreendem o que leram são chamadas de analfabetos funcionais.
Essa falta de entendimento faz com que esses indivíduos não se interessem pelos livros afinal, as palavras que ali estão presentes são vazias para eles. É por esse motivo que o ato de ler vira uma tarefa cansativa, sem prazer algum. Mas isso tudo pode mudar com algumas dicas bem simples e fáceis de serem seguidas.

Qual a importância da leitura na interpretação de texto?

Para se chegar ao conhecimento é preciso ler. É através do hábito da leitura que a compreensão de um texto e sua interpretação ficam muito mais simples, quase automático.
Algumas pessoas costumam “passar os olhos” em um texto quando deveriam se interessar pelo que está escrito. Os textos, por mais simples que sejam, possuem a incrível capacidade de exercitar o modo de pensar, de fazer com que as ideias sejam captadas e que as palavras sejam investigadas.
Através da leitura constante é possível deter mais conhecimentos, vocabulário maior, rapidez para refletir além de conseguir entender o que está escrito mais rapidamente e, assim, fazer uma interpretação de texto perfeita.

Técnicas para melhorar sua interpretação de texto

Um dos principais requisitos para conseguir fazer uma boa interpretação de texto é ler com frequência. Mas, além disso, a leitura pode ser potencializada se um dicionário estiver por perto.
Ele se torna muito útil para quando aparece uma palavra esquisita no meio do texto. Uma ótima ideia é anotá-la juntamente com o seu significado para não esquecê-la.
Fazer paráfrase também é fundamental para melhorar a interpretação de texto. Paráfrase é uma explicação ou nova apresentação daquele texto. Ela é feita sem que as ideias do autor sejam alteradas, mas não são utilizadas as mesmas palavras que do texto original.
Sempre que for ler opte por um material que esteja impresso no papel. Eles são ideais para sublinhar, rabiscar alguma anotação, por exemplo. Quem tem dificuldades na interpretação de texto deve se afastar dos aparelhos eletrônicos na hora de fazer sua leitura.
Por fim, o ato de ler devagar. Ler com pressa, pensando nas tarefas que precisam ser feitas ou entre um minuto e outro de sossego não será uma leitura prazerosa e muito menos com entendimento do que está escrito.

Tipos de leitura para treinar a interpretação de texto

Alguns textos facilitam a sua compreensão porque provocam uma leitura mais agradável, leve. Assim, quando são lidos, a sua interpretação é muito mais fácil. Textos irônicos, tirinhas, poesias, textos que fazem reflexões existenciais, que criticam o cotidiano são bons exemplos.

Dicas simples para boas interpretações de textos

Para fazer uma interpretação de texto muito boa basta seguir essas dicas bem simples:
  • Separar a opinião e o fato – no trecho que foi lido existe algo que pode ser comprovado? Então ele é um fato. Se é algo que pode ser refutado então trata-se de uma opinião. Algumas palavras como os advérbios, pronomes e adjetivos são usualmente utilizados para expressar uma opinião;
  • Pistas textuais – todo texto traz pistas contextuais. É por esse motivo que é importante que o leitor não busque imediatamente o dicionário quando se deparar com uma palavra desconhecida. Antes disso, é preciso analisar o contexto em que a palavra está sendo usada;
  • Ideia central – todo texto tem algo principal de que ele trata e algumas ideias secundárias. Para reconhecê-la basta perguntar: o quê? Por quê? Onde? Quem? Quando? Como? Que quantidade?
Boa leitura!

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Resultado de imagem para estudar sempre
É cada vez mais comum pessoas investirem em cursos e capacitações para se manterem ativas no mercado e nos estudos
Estudar nunca é demais, ainda mais quando falamos de vestibular, concurso e capacitação profissional, não é mesmo? Isso porque, cada leitura e cada momento remetem a um aprendizado novo que pode ser decisivo para o nosso futuro.
É por isso que cada vez mais especialistas tem incentivado as pessoas a não tirarem férias totais do estudo. É isso mesmo o que você leu, mas pode manter a calma! Isso não quer dizer que você precisa ficar debruçado em cima de um livro 365 dias por ano. Pelo contrário, a ideia é manter uma disciplina para que haja um equilíbrio entre o estudo, o lazer e as atividades cotidianas para que você possa se destacar no mercado em geral.
Ainda está confuso? Calma! Abaixo selecionamos 7 motivos que comprovam que você não pode, em hipótese alguma, abandonar o aprendizado de uma hora para a outra.
  • O estudo é a chave de entrada para o mercado de trabalho e, também, da saída. Segundo pesquisas recentes, quem se dedica aos estudos com mais frequência tem maiores chances de ser promovido e se destacar no mercado de trabalho. Isso porque, normalmente, após a faculdade ou a pós-graduação as pessoas tendem a deixar os estudos de lado. Ou seja, quem busca a capacitação por meio de cursos de atualização, de idiomas, entre outras opções, ganha um ponto extra com o chefe;
  • O mercado está em constante mudança. Com o fácil acesso a internet e tecnologias, o mercado muda cada vez mais rápido. Dessa forma, é preciso acompanhar o ritmo e se capacitar para se manter a frente da concorrência e garantir um trabalho eficiente;
  • 8 em cada 10 novos negócios fracassam por falta de conhecimento. Para garantir que o negócio vá para frente, é preciso ter conhecimento sobre os mais diversos setores. No entanto, não basta vivência no mercado, é necessário investir em cursos para aprender técnicas novas;
  • Raciocínio rápido. Quanto maior o seu conhecimento em relação a algum tema, mais chances você tem de se destacar e de garantir uma solução eficaz para os mais diversos problemas;
  • Credibilidade. Conhecimento e estudo passam credibilidade ao mercado;
  • Cada hora conta. No caso de quem se prepara para vestibulares ou concursos, é possível perceber ainda que, quem aproveita as folgas para revisar matéria ou tirar dúvidas, tem um desempenho acima do esperado;
  • A mente descansa e a matéria sai. É comum que, em época de vestibular, por exemplo, em que as pessoas estão cansadas e sendo cobradas por todos os lados, haja uma preocupação em descansar a mente no mês de férias. Isso, no entanto, pode ser um problema já que o cérebro é como um músculo e precisa estar em constante movimento para não atrofiar. Se ele se desacostumar com o ritmo de estudo,graves consequências em relação as matérias podem ocorrer.
Você concorda com isso?

Fonte: Canal do Ensino

quarta-feira, 1 de junho de 2016


 Resultado de imagem para trilingue


Ter domínio em um segundo idioma se tornou um requisito básico para aqueles que querem ingressar no mercado de trabalho. Não tenha dúvidas, todos seus concorrentes terão domínio pelo menos do inglês e espanhol. Por isso, para se destacar é necessário ser trilíngue. Não se trata de uma tarefa fácil, porém não é impossível, principalmente se você já tem uma base de pelo menos um idioma estrangeiro. Por esse motivo, listamos algumas dicas que serão primordiais para que você alcance esse próximo passo, que fará toda a diferença, tanto em sua vida acadêmica como na profissional. Fique atento e, o mais importante, não desista! Somente a persistência te levará onde você pretende chegar:

1) Escolha o que te atrai
Para adquirir total conhecimento em uma língua estrangeira é necessário ter interesse pelo mundo que a cerca. Imagine que uma pessoa que deteste a cultura americana. Com certeza ela não terá a mínima motivação para aprender inglês. Portanto escolha uma cultura que te atrai, como por exemplo aprender alemão, caso se interesse pela Segunda Guerra Mundial, ou mandarim, se é fascinado pela cultura oriental. Isso é importantíssimo, principalmente quando se trata em aprender uma terceira língua.

2) Ambientes diferentes
Aprender dois idiomas ao mesmo tempo não é uma tarefa fácil. Para que seu cérebro não fique com excesso de informações e acabe misturando as línguas, procure estudar em locais diferentes. Escolas e professores diferentes são essenciais para o processo. Se você estuda sozinho em casa, não há problema, basta escolher cômodos e materiais distintos. Seu cérebro agradece!

3) Escute músicas
Ser trilíngue exige muita dedicação! É importante que você não deixe de conviver com nenhum dos idiomas por um dia sequer. Portanto, uma boa dica é a busca por músicas nessas línguas. Ouvir palavras conhecidas ajudam na memorização. Reveze músicas dos idiomas em sua playlist.

4) Apadrinhe um intercambista
Essa dica é para quem já tem um segundo idioma, mas deseja ser trilíngue se divertindo e fazendo novos amigos. Existem diversos programas para apadrinhar intercambistas, mostrar a cidade e ajudar nos momentos difíceis. Esses projetos dão a oportunidade de o estrangeiro se sentir mais à vontade, mas também acaba ajudando os brasileiros a conhecer uma nova cultura e aprender uma nova língua. Durante os diálogos, vocês irão trocar experiências. Com a base em português que os dois têm, fica muito mais fácil.

5) Aulas particulares

Em qualquer aprendizado de língua, obviamente, as aulas particulares tem efeito mais rápido e eficiente. No que diz respeito a aprender duas línguas ao mesmo tempo é ainda mais importante. Memorizar e raciocinar em um novo idioma é bastante complicado, então para que você não acabe misturando os dois é importante ter a atenção integral de um bom professor.

6) Crie métodos diferentes
Para que os idiomas não acabem se misturando é importante criar métodos de estudos diferentes. Por exemplo, faça aulas de inglês online e estude em casa com um professor particular. Enquanto isso, procure um curso com aulas em grupo e tente fazer a atividades como assistir uma série para aprender espanhol, por exemplo. As informações serão melhor separadas em seu cérebro, facilitando a distinção de qual palavra foi aprendida de tal forma, facilitando o aprendizado.

7) Idiomas diferentes
Ser trilíngue, como você já deve ter notado, exige que você saiba distinguir muito bem o que pertence à qual idioma. Por isso, é interessante escolher línguas completamente diferentes. Se você puder escolher, selecione algo bem distante de sua realidade, como por exemplo o alemão ou mandarim, que é bem diferente do português. A partir daí, estudar espanhol por exemplo será mais fácil, e você não irá correr o risco de misturar as palavras e se confundir durante uma conversa.

8) Tenha uma motivação
Saiba o motivo de estar aprendendo cada idioma. É extremamente importante que você tenha consciência do que está buscando e para onde esse processo irá te levar. Por exemplo, se você pretende trabalhar com engenharia, procure saber quais os países e as línguas mais faladas nesses locais, que oferecem maior investimento na área e selecione aquele idioma para aprender como terceira língua. Enquanto isso, o segundo deve ser algo mais amplo como o inglês ou espanhol, que dão mais chances de crescimento, em geral.

9) Persistência
Por último, persista no seu objetivo. Aprender uma segunda língua é tarefa fácil, mas uma terceira exige um esforço muito maior, portanto não desista. Entenda o motivo de estar correndo atrás de mais esse aprendizado e foque nos benefícios que ele irá proporcionar. Com certeza, tudo será mais fácil.
Esperamos que você possa aproveitar todas as dicas e colocá-las em prática o mais rápido possível. Não deixe para depois e comece a se preparar para o futuro hoje mesmo.

Fonte: Canal do Ensino